Listeriose: O que é? Quais são as causas? E tratamento?

Quando se fala em cuidados com a alimentação (que valem para todas as pessoas) é mais do que se preocupar com questões estéticas. A grávida então, que passa por um processo de modificações e alterações rápidas no processo de gestação é a que mais precisa se preocupar e ingerir alimentos que possam lhe fazer mal ou causar Listeriose.

Talvez não tenha ouvido falar desse problema, e é por isso que irei aborda-lo neste artigo, pois é muito importante saber o que é, como prejudica o organismo e as melhores formas de prevenir. Para criar e aumentar a sua consciência sobre o assunto, me acompanhe pelos próximos parágrafos.

  • O que é Listeriose?

É um tipo de bactéria (Listeria monocytogenes) que provoca intoxicação alimentar através da ingestão de produtos contaminados. Para as grávidas é um grande risco contrair essa doença, cuja infecção poderá leva-la a um aborto espontâneo ou na menor das hipóteses o nascimento prematuro do seu bebê.

A contaminação dos alimentos por esta bactéria acontece principalmente em temperaturas bastante frias, ou seja, ela sobrevive e se reproduz facilmente dentro de um refrigerador ou no congelador. E os potenciais grupos de riscos desta infecção são as gestantes, crianças recém-nascidas, idosos, adultos que tenham o seu sistema imunológico afetado ou que sofrem de diabetes e problemas renais.

  • Onde pode ser encontrada a bactéria causadora da Listeriose?

Desde o solo até na água e certos animais como os bovinos e aves e se prolifera facilmente em carnes contaminadas, queijos e outros produtos frios ou processados, frutos do mar congelados ou defumados, vegetais crus e em produtos lácteos não pasteurizados. Porem ela não sobrevive ao cozimento, pausterização ou outras altas temperaturas.

  • Quais são os sintomas da Listeriose?

São os indícios mais comuns: Diarreia, Dores musculares, náusea e febre. Se a bactéria alcançar o sistema nervoso poderá a vitima sofrer com dores de cabeça, perda de equilíbrio, acessos de convulsões, torcicolo e confusão e mudanças no estado de alerta.

Se a bactéria contaminar um recém-nascido o mesmo apresentará os seguintes sintomas: febre, vômitos, irritabilidade e pouco interesse em se alimentar.

Se você ou o bebê apresentar qualquer um desses sintomas deve procurar a ajuda medica para fazer exames (teste de fluido espinhal e de sangue) e tratamento que pode ser feito através de antibióticos.

  • Quais as melhores formas de prevenção a Listeriose?

Como sempre, os bons hábitos de higiene pessoal e com os alimentos devem prevalecer:

Lavar as mãos antes e depois de pegar ou preparar os alimentos assim como lavar em água corrente os vegetais e frutas frescas;

Não compre alimentos em estabelecimentos que você não conhece a procedência;

Quando for armazenar os produtos limpe bem a geladeira que poderá passar um pano com leve teor de álcool;

Não coma alimentos mal cozidos e nem carnes cruas;

Não manuseie os produtos que possam ser facilmente contaminados na mesma superfície;

Na alimentação em geral, evite carnes mal cozidas, queijos e derivados não pauterizados, frutos do mar defumados e presunto ou salsicha.

  • Considerações Finais

A Listeriose, apesar de provocar males e ser até perigosa para uma gestante e seu bebê, é uma doença de fácil tratamento e de prevenção mais simples ainda. Tenha sempre os hábitos básicos de higiene pessoal, escolha, armazenamento e manuseio de alimentos que evitará o contágio da doença. Até a próxima!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *